Santuário

Ermida da Padroeira de Minas - Basílica da Piedade

08h

15h
17h
15h
09h
15h
15h
09h
15h
15h
11h
15h

Basílica Estadual das Romarias

Domingo
09h30
11h
Você está em:

Santuário da Padroeira de Minas recebe grupos de Folia de Reis – 5 de janeiro

O Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais recebe neste domingo, 5 de janeiro, Festa da Epifania do Senhor, grupos de Folia de Reis. Os integrantes dos grupos visitarão os presépios do Santuário Basílica da Padroeira de Minas após a Missa das 11h, celebrada na Basílica Estadual das Romarias. Concluída a Missa, os peregrinos caminham em procissão até a Ermida da Padroeira – Basílica Nossa Senhora da Piedade, no ponto mais alto da Serra. No percurso, eles visitam o presépio recentemente inaugurado, na véspera do Natal, que fica em uma gruta do Santuário.

O presépio é formado por imagens em tamanho natural, esculturas da artista Vilma Nöel que pesam entre 300 e 500 quilos. A obra passa a integrar o conjunto paisagístico do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade e poderá ser visitada, a qualquer momento do ano, pelos peregrinos.

Diante das imagens, o grupo de Folia de Reis entoa cânticos e faz orações, em apresentação que une fé e cultura, fazendo referência à visita dos reis magos ao menino Jesus, conforme a narração bíblica. Formado por 50 pessoas, o grupo de Folia de Reis que visitará o Santuário é de Jaboticatubas. E a presença de muitas crianças indica que a tradição de se visitar os presépios, típica da Festa da Epifania do Senhor, continuará forte.

Festa da Epifania do Senhor

A Festa da Epifania do Senhor – data especial em que o Menino Jesus foi apresentado ao mundo – é celebrada pela Igreja Católica neste domingo, dia 5 de janeiro. Popularmente recebe outros nomes, como o Dia de Reis – visita dos Reis Magos a Jesus. A palavra Epifania vem do Grego (epifáneia), que significa manifestação pública. Após a Epifania é celebrado o Batismo de Jesus – neste ano, 12 de janeiro, dia em que todos os cristãos fazem a renovação das promessas do Batismo. Encerra-se assim o ciclo do Natal. No dia 13 de janeiro, tem início o Tempo Comum, dia próprio para guardar os presépios e os símbolos natalinos.

VEJA TAMBÉM