Santuário

Ermida da Padroeira de Minas - Basílica da Piedade

08h

15h
17h
15h
09h
15h
15h
09h
15h
15h
11h
15h

Basílica Estadual das Romarias

Domingo
09h30
11h
Você está em:

31 de julho: 60 anos da consagração de Minas Gerais à sua Padroeira – Nossa Senhora da Piedade

O Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade terá Missa solene no próximo dia 31 de julho, às 15h, presidida pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, para celebrar os 60 anos da consagração de Minas Gerais à sua Padroeira – Nossa Senhora da Piedade.

A Missa será transmitida a partir das redes sociais do Santuário e terá mensagem especial dos demais bispos que integram a presidência da CNBB, com saudação ao povo mineiro: dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre e primeiro vice-presidente da CNBB, dom Mário Antônio da Silva, bispo de Roraima e segundo vice-presidente da CNBB, e dom Joel Portella Amado, bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB.

Logo após a celebração, a cantora Gabi Drummond e o Duo Eleonora – formado por Flávia Ribeiro (voz) e Violeo Lima (voz/violão) se dedicarão a uma live solidária, também transmitida pela página do Santuário nas redes sociais (http://www.facebook.com/SantuarioNSPiedade). No repertório, músicas clássicas e populares.

Tradicionalmente, a celebração do Dia da Consagração de Minas Gerais a Nossa Senhora da Piedade – 31 de julho – marca o início do período do ano em que o Santuário recebe o maior número de grandes peregrinações. De julho a setembro, há mais de 250 anos, a cada fim de semana, multidões sobem a Serra da Piedade. Mas em razão da pandemia covid-19, neste ano será diferente. No dia 31, apenas um pequeno grupo de fiéis vão participar. Eles representarão os milhares de peregrinos vicentinos que, há 49 anos, iniciam o período de peregrinações, realizando uma grande romaria ao Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade. Somente no ano passado, a romaria dos vicentinos reuniu cerca de cinco mil pessoas. A Missa respeitará as indicações do documento Evangelização Missionária: um novo tempo, da Arquidiocese de Belo Horizonte, com diretrizes para assegurar o distanciamento social e outros cuidados para conter a pandemia do novo coronavírus.

A consagração de Minas Gerais a Nossa Senhora da Piedade

A devoção a Nossa Senhora da Piedade em Minas Gerais, no alto da Serra da Piedade, tem mais de dois séculos e meio. Segundo a tradição, no século 18, uma jovem, surda e muda de nascença, passou a ouvir e a falar após testemunhar a aparição de Nossa Senhora, no alto da Serra. Desde então, o local passou a receber peregrinos e foi edificada uma singela igreja, dedicada a Nossa Senhora da Piedade, onde teria ocorrido o milagre. No altar desta igreja, a imagem de Maria, com Jesus nos braços, é uma das primeiras obras de Aleijadinho, mestre do barroco mineiro. A grande devoção do povo mineiro motivou autoridades e bispos a solicitarem ao Vaticano o reconhecimento de que Nossa Senhora da Piedade é a Padroeira de Minas Gerais. O pedido foi acolhido pelo então Papa São João XXIII e, no dia 31 de julho, uma grande festa marcou a consagração de Minas Gerais a Nossa Senhora da Piedade. Mais recentemente, em 2017, a singela igreja construída no século 18, conhecida como Ermida da Padroeira de Minas Gerais, foi elevada a basílica pelo Papa Francisco. É a menor basílica do mundo.

Transmissão para todo o Brasil e exterior

Além das redes sociais do Santuário, a Missa será transmitida para todo o Brasil e exterior a partir de uma rede de TVs de inspiração católica, formada pelas emissoras Canção Nova, Evangelizar, Nazaré, Horizonte e Pai Eterno, além da Rádio América (AM 750). Emissoras que integram a Associação Mineira de Rádio e TV também vão retransmitir. Um reconhecimento à importância do Santuário para a fé cristã católica.

VEJA TAMBÉM