Santuário

Ermida da Padroeira de Minas - Basílica da Piedade

08h

15h
17h
15h
09h
15h
15h
09h
15h
15h
11h
15h

Basílica Estadual das Romarias

Domingo
09h30
11h
Você está em:

“A Festa de Nossa Senhora da Piedade nos convida a lançar o olhar sobre o sofrimento humano”. Homilia de dom Walmor na Festa da Padroeira de Minas Gerais

O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, durante homilia no Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais, neste 15 de setembro – Dia de Nossa Senhora da Piedade -, explicou: “A dor e o sofrimento se derramam sobre a humanidade na medida em que nos distanciamos do bem. Fomos criados para o amor.”

Conforme disse o Arcebispo, a Festa de Nossa Senhora da Piedade nos convida a lançar o olhar sobre o sofrimento humano e assim compreender: “É preciso respeito e compaixão para gerar no coração de cada pessoa a solidariedade”. Dom Walmor ensina que, na relação com o mundo, a humanidade precisa aprender com a oferta de Cristo na Cruz, quando o Mestre, “carregando as dores e sofrimentos humanos, sela a nossa vitória sobre a dor, a morte”.

Dom Walmor, em referência à liturgia de hoje, pede que todos se unam a Maria e ao discípulo João, que permaneceram aos pés da Cruz, sempre fiéis ao Mestre. Assim, a exemplo de Maria, possam compreender que nenhum sofrimento é para sempre. “Embora carregando a dor de uma Mãe que via o seu Filho morrer na Cruz, Maria sabia, pela força da fé, da vitória que viria com a Ressurreição”.

Ainda neste dia 15, às 15h, o bispo auxiliar dom Geovane Luís da Siva celebra Missa na Ermida da Padroeira de Minas Gerais – Basílica de Nossa Senhora da Piedade. A programação será concluída às 18h, com a oração do Terço.

Dia de Nossa Senhora da Piedade 

A devoção a Nossa Senhora da Piedade começa na Europa, em Portugal, onde surgem as primeiras expressões artísticas que retratam Maria com Jesus ferido de morte, após ser crucificado, no colo. O ícone de Nossa Senhora da Piedade ajuda cada fiel a reconhecer que todas as dores e sofrimentos são passageiros. Fazem parte de um caminho que leva à superação da morte pela vida. Também ensina sobre a força do amor materno, a partir do exemplo de Maria.

Em Minas Gerais, a devoção a Nossa Senhora da Piedade tem quase 300 anos. Maria, a partir do título de Nossa Senhora da Piedade, foi reconhecida Padroeira dos mineiros por São João XXIII, Papa da Igreja. A solenidade de consagração do Estado a Nossa Senhora da Piedade foi celebrada no dia 31 de julho de 1960.

Santuário Basílica da Padroeira de Minas Gerais 

A história do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade começa com o relato de um milagre, no século 18. Segundo a tradição, uma jovem, surda e muda, após avistar Nossa Senhora, no alto da Serra da Piedade, passou a ouvir e a falar. A história inspira a conversão do arquiteto Antônio da Silva Bracarena, português que veio para o Brasil em busca de riquezas. Barcarena decidiu edificar uma singela igreja no local onde teria ocorrido a aparição. Investiu todas as suas economias na construção do templo e pediu a Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, uma escultura de Nossa Senhora da Piedade. A singela igreja, onde Bracarena viveu como Eremita,  e a imagem de Nossa Senhora da Piedade deram origem ao complexo arquitetônico do Santuário Basílica, no alto da Serra, que há mais de 250 anos recebe peregrinos.

Veja, a seguir, a homilia completa de dom Walmor

VEJA TAMBÉM